quarta-feira, 1 de abril de 2009

Combinação Perfeita


Nome Científico: Musa sapientum

A banana é uma das frutas mais populares e consumidas no mundo. Originária da Índia, a fruta cresce na maior parte das áreas de clima tropical de e, geralmente, é encontrada em todas as épocas do ano por um baixo custo. Isso porque a bananeira é uma planta que se adapta facilmente a diversos tipos de solos e é bem distribuída no território brasileiro e tal fator sem duvida facilita seu custo e consumo, tanto que, o termo popular “à preço de banana” surgiu a partir deste pressuposto.
Fonte alimentar de, principalmente de potássio e vitamina B6, além de vitamina C e ácido fólico e aliada às fibras e açúcares simples, como glicose, sacarose e frutose, que também a compõe, a banana constitui-se um alimento de alto valor nutritivo e de grande potencial para agir como combustível para o organismo.
Por ser fonte de potássio a banana pode contribuir para o controle da pressão arterial em que o excesso de sódio, deve ser balanceado com a adição do potássio, para que haja a manutenção do equilíbrio entre os dois minerais. Além disso, contribui para a prevenção da osteoporose, através da redução da perda de cálcio pelo organismo. Por ser um mineral que participa da contração muscular ele colabora com a ausência de contrações involuntárias nos músculos conhecidas como cãibras e, por isso, atletas, em maioria, costumam ingerir banana antes de competições a fim de garantir melhores desempenhos musculares.
As bananas, quando verdes, possuem sabor adstringentes, comumente conhecido por “trancar” na boca. Isto porque antes da maturação a polpa se constitui basicamente de amido e água. Alguns estudos afirmam que o consumo da massa da banana verde auxilia na prevenção e tratamento de problemas intestinais por ter ação semelhante à fibra alimentar de produzir substâncias que servem como fonte de energia para a produção das bactérias benéficas do nosso intestino.
Dentre as variedades mais conhecidas estão: banana-nanica, banana-maçã , banana-prata, banana-ouro, banana-d’água ou caturra, banana-caiana, banana-pacamã, banana-são-tomé, banana-figo, banana-pacoba e banana-da-terra. As três primeiras são, normalmente, consumidas "in natura", por apresentarem sabor mais adocicado. Já as outras, por serem menos doces e mais firmes, são frequentemente utilizadas para preparações, tais como doces, à milanesa, fritas em guarnições, bolos, pastéis, entre outras.


E nesse clima tropical brasileiro, nada melhor do que combinar o sabor e os nutrientes de uma boa tigela de açaí com banana e granola.

quinta-feira, 12 de março de 2009

Dieta de Bervelly Hills


Em 1982, a Dieta de Beverly Hills estourou no mundo. Criada pela americana Judy Mazel, que perdeu 36 Kg após colocá-la em prática, a dieta consiste em consumir grande quantidade de frutas ao longo do dia e é fundamentada na hipótese de que a ação digestiva das enzimas das frutas é que faz o praticante da dieta perder peso.

O regime tem a duração de 35 dias, sendo que, nos primeiros 10 dias só é permitido consumir frutas, sem limitação da quantidade. Os próximos 10 dias, adicionam-se alguns carboidratos e manteiga à alimentação. Por fim, nos últimos 15 dias, alguns alimentos que contenham proteína são permitidos. O número de calorias não é contabilizado.

Confira os pontos positivos e negativos em acompanhar esta dieta e, também, a opinião do profissional sobre a Dieta de Bervely Hills no Portal Nutrição em Foco.

quarta-feira, 4 de março de 2009

Pára Tudoooooo que agora é minha vez!


No mês passado a Walessa foi a estagiária do mês......e neste mês quem foi, quem foi???? Saroka!!!!
Fiquei orgulhosa de mim mesma sabe, não de aparecer minha carinha no Portal, mas de ter um trabalho suaaaado reconhecido!! Último ano de faculdade não é fácil para ninguém e eu estou nesse "bonde" com mais 3 estagiárias do NEF......tenho certeza que o trabalho de cada uma será reconhecido também, afinal a equipe toda dá o máximo de si para ver o Portal Nutrição em Foco bombando nas pistas!!!!!!!!
Obrigada a Todas!!!!!!!!!!!!

sábado, 28 de fevereiro de 2009


Você sabe o que fazer para a sua criança ter sempre um sorriso bonito, com dentes fortes e saudáveis?


• Amamentar ao seio é a primeira e melhor forma de estimular o bom desenvolvimento dos dentes e da face.

• Quando aparecerem os primeiros dentes da frente, a sua limpeza deve ser feita com um tecido macio e limpo, umedecido em água limpa.

• Quando surgirem os outros dentes de leite, a limpeza já pode ser feita com uma escova de dente macia e sem pasta de dente, apenas molhada em água limpa.

• Os dentes devem ser limpos após a ingestão de alimentos e de medicamentos.

• Evite adoçar os alimentos ou oferecer balas, doces e guloseimas no intervalo das refeições, pois eles facilitam o aparecimento de cáries. Se não for possível evitar, escove os dentes das crianças após comerem esses alimentos.

• Aos 3anos de idade, a dentição de leite se completa com 20 dentes.

ATENÇÃO! O tubo da pasta de dentes deve ser guardado fora do alcance da criança, pois não se deve engolir o flúor que existe nela.

• A partir de 4anos de idade, quando a criança já for capaz de cuspir toda a pasta de dentes após a escovação, pode-se colocar uma pequena quantidade (tamanho de um grão de arroz) na escova dental.

• Dos 3aos 7 anos de idade, após a escovação pela criança, um adulto deve completar a limpeza dos dentes.

• Entre 6e 8anos, inicia-se a troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes, que se completa ao redor dos 12anos de idade.

• Discuta as suas dúvidas sobre os cuidados com os dentes da sua criança com os profissionais de saúde que a estão acompanhando.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Nutri nutrientes

Para falar de alimentação, temos que falar em nutrientes.
Mas o que são nutrientes?
São substâncias que compõem os alimentos e que o organismo precisa para viver, para manter a saúde e executar suas atividades. Os nutrientes orgânicos incluem carboidratos, gorduras e proteínas (ou outros elementos construtores, como os aminoácidos). Os compostos químicos inorgânicos incluem os minerais, vitaminas e água. Os nutrientes são essenciais para o perfeito funcionamento do organismo e todos os que não podem ser sintetizados pelo próprio organismo têm de ser obtidos de fontes externas. Os nutrientes necessários em grandes quantidades são denominados por “macronutrientes” e os necessários em pequenas quantidades por “micronutrientes”.
E o que eles fazem? Fornecem energia para trabalhar, praticar esportes, para o funcionamento dos órgãos, materiais para promover crescimento, cicatrização de feridas, substituição das células envelhecidas etc. Tem-se, então:

Proteínas: são construtoras. São como tijolos de uma casa. As proteínas estão envolvidas na formação de músculos, pele, unhas cabelos, etc. Podemos encontrá-las em maior quantidade em carnes em geral, leites e derivados (origem animal) e leguminosas, como soja, feijão, grão de bico, lentilha etc. (origem vegetal).






Carboidratos: são energéticos, pois fornecem energia para o corpo se movimentar, executar trabalhos e viver. Fontes: açúcar, cereais, amido e fibras.


Gorduras: uma fonte concentrada de energia que pode ser armazenada. Se o gasto de energia for grande, ela vai ser queimada. Se, ao contrário, comemos uma certa quantidade de gordura que não é gasta, o organismo guarda e armazena na forma de tecido adiposo e quando faltar energia, o organismo busca os excessos acumulados. Necessitamos de gorduras. Não é certo ter uma alimentação “zero”. Afinal, elas são imprescindíveis em alguns processos bioquímicos do corpo, por exemplo, na produção de certos hormônios. Outra função dessas substâncias é dar sabor e textura aos alimentos. São encontradas na gema de ovo, pele de frango, frutos do mar, coco, creme de leite, óleos e margarinas etc.




No Blog Saúde em Foco, confira algumas informações sobre os sais minerais.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

IMC não é o suficiente.


Estava tranquila em minha casa num dia de domingo à noite e do nada meu pai aparece louco atrás de uma calculadora. Fui ver o que era e me deparei com: "Como saber se vc está com excesso de peso?" RESPOSTA: "Fazendo seu IMC". E lá foram meu pai, minha mãe e irmão calcular o famoso Índice de Massa Corporal. E como era de se esperar, todos ficaram pasmos com o resultado do meu irmão que tem 13anos, 1.77m de altura e 53 Kg: 16,90 Kg/m², isto é, magreza grau II ou desnutrição grau II. Nisso, minha mãe já ficou desorientada querendo que eu fizesse uma dieta para ele engordar e tudo mais.....

PÁRA TUDO!! Vamos esclarecer o por quê disso...

O IMC, é um cálculo realizado para conferir se seu peso está adequado pra sua altura. No entanto, somente este parâmetro não basta, porque o IMC não especifica se a massa corporal é gorda ou magra, tampouco a saúde da pessoa. Por exemplo, o IMC de um fisioculturista concerteza terá resultado de sobrepeso e obesidade, porque grande parte do peso dele é composto por músculos. O caso do meu irmão também é um bom exemplo, porque não é por ser magro que precisamente ele será desnutrido. Os magrelos podem ser saudáveis! Além disso, outro erro imperdoável nessa matéria foi não divulgar que o IMC convencional NUNCA deve ser aplicado em crianças, adolescentes e idosos. Há uma tabela própria para estas faixas etárias.

Muitos especialistas em saúde dizem que a porcentagem de gordura corpórea é um indicador melhor da situação do peso do que o IMC. Mas a gordura corporal nem sempre é tão fácil, ou tão barata, de ser medida. Testes como medidas de dobras cutâneas (nos quais o técnico pinça uma dobra da pele para medir a camada de gordura subcutânea sob ela), absormetria radiológica de dupla energia (DEXA, que mede a densidade óssea) ou impedância bioelétrica (que mede a oposição a um fluxo de corrente elétrica através do corpo, a impedância é baixa em tecido magro e alta em tecido gorduroso) são mais precisos, mas devem ser feitas somente por profissionais treinados. Caso você tenha curiosidade de descubrir como está sua saúde nutricional, faça uma avaliação física com um profissional adequado, seja ele educador físico ou nutricionista, e de acordo com o resultado procure um nutricionista.


domingo, 8 de fevereiro de 2009

Simples assim!

video

Segundo a legislação vigente em nosso país, a Pirâmide Alimentar é um instrumento, sob a forma gráfica, de orientação da população para uma alimentação mais saudável". (RDC nº39, de 21 de março de 2001). Ela constitui um guia para uma alimentação saudável, onde você pode escolher os alimentos a consumir, dos quais pode obter todos os nutrientes necessários, e ao mesmo tempo, a quantidade certa de calorias para manter um peso adequado.
Os alimentos dispostos na base da pirâmide devem ter uma participação maior no total de calorias da sua alimentação, ao contrário dos alimentos dispostos no topo da pirâmide, que devem contribuir com a menor parte das calorias de toda a sua alimentação. Cada grupo de alimentos é fonte de nutrientes específicos e essenciais a uma boa manutenção do organismo.

Confira no Portal Nutrição em Foco diversas dicas de nutrição!

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Dietas...todo mundo inventa!


Em busca do corpo dos sonhos, muita gente sai à procura de algum recurso que a ajude a realizá-lo. Daí então, basta comprar uma revista, ligar o computador ou a televisão, que lá vem: dieta daqui, dieta dali, dieta de “não sei o quê”, “emagreça comendo brigadeiro”, e por aí vai...
Fico chocada com tanta coisa sem fundamento! Qualquer um, hoje em dia, que fica 3 dias sem comer direito, pode dizer que descobriu uma dieta infalível que te fará perder 5 quilos em uma semana. Daí então, os olhos daqueles que querem perder uns quilinhos chegam brilham com aquele número, e mesmo que a dieta se chame “Dieta da caneta”, será seguida fielmente.
Dietas da moda apresentam vantagens e desvantagens, mas concerteza as desvantagens pesam mais. É claro que esses métodos acabam por fazer algum efeito, porém são criados sem nenhum respaldo profissional e, apesar de emagrecerem, não fornecem todos os nutrientes necessários para um emagrecimento saudável. Além disso, essas dietas disponíveis em meios de comunicação não são formuladas seguindo as necessidades individuais das pessoas. É tão melhor seguir uma dietinha adaptada às suas necessidades, feita por um especialista na área. Até brigadeiro é possível comer!
Então, fique por dentro das Dietas da Moda que se alastram feito pólvora pelo mundo e confira as vantagens e desvantagens de seguí-las.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Fruta da época é o que há!

As frutas são alimentos riquíssimos em vitaminas e minerais, que são fundamentais ao nosso organismo. O recomendado é consumir 4 a 5 porções delas durante o dia, e de preferência, dos mais variados tipos. No entanto, nem sempre essa variedade de frutas cai bem para o nosso bolso...

Já experimentaram comprar uvas fora da época de natal?? Um absurdo!

Isso acontece porque para produzir as frutas fora do tempo os agricultores usam de alguns mecanismos danosos à natureza e à nossa saúde, e , principalmente, CAROS tanto para eles, quanto para os consumidores. Agrotóxicos que adiantam ou atrasam o crescimento das plantas, amadurecimento artificial, refrigeração ou mesmo transporte dos alimentos entre regiões diferentes são exemplos disso.
Por isso, tá aí uma tabelinha com as frutas e suas respectivas épocas de colheita. É uma ótima opção para economizar, comer frutas mais saborosas e, é claro, colaborar com a nossa natureza.


Clique nesta imagem para vê-la em tamanho real.

Você pode comprá-las no supermercado ou feira, e até mesmo pegar do vizinho, mas sempre lembrando de higienizá-las bastante antes de comer. No Portal Nutrição em Foco, você encontra dicas de como escolher bem os alimentos em feiras livres e como higienizá-las, e também diversas receitinhas com frutas, que deixarão sua alimentaçao muito mais enriquecida.





terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Lipoaspiração e Nutrição: uma dupla dinânica




A Lipoaspiração é um procedimento cirúrgico que visa retirar gordura com objetivo estético e, como qualquer cirurgia, deve ter cuidados e atenções: pelo menos 40 dias antes da cirurgia, não fazer uso excessivo de álcool ou drogas, inclusive o cigarro, manter uma alimentação adequada e estar com a saúde em dia, ou seja, não apresentar casos de anemia e infecções. Nos casos de diabéticos e hipertensos, é necessário que estes quadros estejam controlados. Esses cuidados fazem toda a diferença. A maioria das complicações ocorridas acontece por que alguma dessas recomendações não foi seguida.
O que se deve ter em mente, é que a cirurgia NÃO FAZ EMAGRECER. A lipo apenas retira aquelas gordurinhas insuportáaaaveis que, apesar da dieta e malhação, não saem da gente! Geralmente, é indicada para pessoas que estão com seu peso ideal, mas contém gorduras localizadas em uma determinada região. Nunca para perder peso. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica preconiza um limite de segurança de retirada de gordura, que fica em torno de 7% do peso corporal.
“Ah que alívio! Fiz a lipo, e nunca mais voltarei a ter aquelas gordurinhas expludindo sobre as minhas roupas, certo?” ERRADO! Não é só porque você retirou gordura do corpo que elas nunca mais voltarão a te atormentar!! "A lipoaspiração não dá o resultado sozinha. Após a operação, é imprescindível a prática de exercícios físicos e uma alimentação equilibrada, fortificada com ferro, a fim de recuperar o leve estado de anemia provocado pela perda de sangue durante a operação, vitamina C, para estimular a cicatrização dos pequenos cortes, e água, muita água para eliminar toxinas, evitar retenção hídrica e se hidratar. Assim, você alcançará o corpo que você sempre desejou e com saúde pra dar e vender!

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Ta aí a confirmação do que eu disse...


Na última postagem, discuti sobre um assunto que agrada uns e desagrada outros...e nas minhas viajens pela internet hoje de manhã, descobri a prova do crime...o Acomplia Rimonabanto foi banido do mercado, pois comprovou-se que os usuários do medicamento adquiriram o dobro de chances de ter problemas psiquiátricos como depressão. E ainda sim, existem aqueles que são aliados desse método para emagrecer...
Isso graças ao Portal Nutrição em Foco que bomba nas pistas me fornecendo uma bagagem de informações EXTRAORDINÁRIA, e todos os dias, assim que acordo, dou uma espiadinha nas notícias do dia.

Cuidem-se!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Comprimidinhos do mau...







Na primeira postagem no blog escolhi um tema que muita gente por aí tem dúvidas e acaba caindo em algumas armadilhas...


...REMÉDIOS PARA EMAGRECER!


Há um tempo atrás, como futura nutricionista que sou, decidi me colocar para cobaia por 2 semanas e experimentar "as maravilhas" que prometem os famosos comprimidinhos para emagrecer. Tinha pra todo gosto: inibidores da fome, os que dão saciedade precoce, aceleradores do metabolismo, inibidores da absorção de gordura, e blá, blá, blá...

No primeiro dia, tomei-os pela manhã e alguns minutos minutos depois vieram os sintomas. Meu coração batia acelerado, me senti elétrica, com vontade de sair correndo pela casa, sei lá...muito estranho! Chegou a hora do almoço, mas não senti nenhuma fome, minha boca ficou seca, e a todo momento tinha a impressão de estar tonta. E todos os dias foram a mesma coisa. Ao final das pílulas, me pesei e...................Caramba! 3 Kg em duas semanas!!!!!
Só teve um probleminha... o remedinho milagroso havia acabado, minha fome voltou com 5x mais força. Resultado: dois meses depois estava 3 quilos acima do meu peso. Do que adiantou tomar os comprimidos??? NAAAAAAAAAADAA Tive que fazer dieta do mesmo jeito!

Então pessoal, digo a vocês como estudante de nutrição e como pessoa: Não caiam nessa conversa! Esses comprimidinhos emagrecem sim, mas de uma maneira muito errada e com fortes consequências. Além disso, a maioria deles estourou o ranking de venda no Brasil quando lançados e poucos meses depois foram proibidos para comércio. O último deles foi o Rimonabant "pílula anti-barriga". Não fiquem desesperados para perder peso imediatamente. Fazer dieta não significa comer só alface e muito menos parar de comer. Procure um nutricionista! Você fará uma reeducação alimentar em si próprio, estabelecendo o quanto comer, os horários das refeições e nunca esquecendo de praticar exercícios. Pode ter certeza que os quilinhos a mais irão embora ponderadamente e o emagrecimento será saudável. Para começar, é só dar uma olhadinha no Portal Nutrição em Foco.